Criação do Comitê Estadual de Defesa dos Direitos Humanos das Pessoas com Doenças Raras

No Brasil, há cerca de 13 milhões de pessoas com doenças raras. Existem de seis a oito mil tipos dessas doenças, e 30% dos pacientes morrem antes dos cinco anos de idade. Para dar voz e conscientizar a população sobre os direitos dos pacientes com essas condições, Átila Alexandre Nunes criou em março deste ano, o Comitê Estadual de Defesa dos Direitos Humanos das Pessoas com Doenças Raras. Seu objetivo com essa iniciativa foi apenas garantir mais dignidade aos pacientes que já sofrem tanto.

Treinamento de Funcionários Públicos em Libras – PL 4440/2016
Treinamento de funcionários públicos em libras para melhor atender os surdos e mudos. Para que o atendimento nos órgãos de
Dia de São Cosme, Damião
Andando hoje pela cidade fiquei muito feliz em ver que a tradição desse dia 27 de setembro continua mais viva
Criação do Disque Combate ao Preconceito
Assim que assumiu a Secretaria de Estado de Direitos Humanos Átila Alexandre Nunes acompanhou de perto diversos casos de preconceito