Criação do Comitê Estadual de Defesa dos Direitos Humanos das Pessoas com Doenças Raras

No Brasil, há cerca de 13 milhões de pessoas com doenças raras. Existem de seis a oito mil tipos dessas doenças, e 30% dos pacientes morrem antes dos cinco anos de idade. Para dar voz e conscientizar a população sobre os direitos dos pacientes com essas condições, Átila Alexandre Nunes criou em março deste ano, o Comitê Estadual de Defesa dos Direitos Humanos das Pessoas com Doenças Raras. Seu objetivo com essa iniciativa foi apenas garantir mais dignidade aos pacientes que já sofrem tanto.

Supermercados e Estabelecimentos Similares Divulguem Cartazes com a Data de Validade dos Produtos Alimentícios Postos em Promoção
Ao dar continuidade à sua luta pelos direitos dos consumidores, Átila Alexandre Nunes criou, enquanto vereador, a Lei Municipal Nº
Criação do Conselho estadual dos Direitos Indígenas
Dar voz às comunidades indígenas é de extrema importância para o exercício cívico destas pessoas. É um grupo pouco representado
Treinamento de Funcionários Públicos em Libras – PL 4440/2016
Treinamento de funcionários públicos em libras para melhor atender os surdos e mudos. Para que o atendimento nos órgãos de